TV ONLINE EM PORTUGUÊS
TRANSMISSÃO DE CONTEÚDOS CRISTÃOS E GENERALISTAS

Chat Online

Produção do comboio Maglev segue em alta velocidade na China

A China fez progressos notáveis no desenvolvimento da tecnologia de levitação magnética (maglev) e está a caminhar para uma fabricação inteligente de comboios Maglev

Produção do comboio Maglev segue em alta velocidade na China
Em comparação com os sistemas tradicionais de metropolitano e metropolitano ligeiro, os comboios Maglev são considerados mais seguros e mais baratos. No passado, apenas a Alemanha, o Japão e alguns outros países altamente industrializados tinham essa tecnologia e linha de produção. Mas agora, a China Railway Rolling Stock Corporation (CRRC) Zhuzhou Locomotive, na província de Hunan, na China central, fez um grande avanço no projeto e produção de Comboios Maglev.

Em 2016, a primeira linha ferroviária Maglev de média a baixa velocidade da China foi colocada em operação comercial bem aqui na província de Hunan. Até agora, esta linha transportou milhões de passageiros sem nenhum acidente."A Alemanha e o Japão começaram a desenvolver os comboios Maglev a quatro décadas atrás. Com base na sua experiência, a China levou 20 anos para dominar a mecanização Maglev como o controlo de levitação, o design especial e a direção linear. Foi um trabalho árduo", disse Deng Jiangming, engenheiro sênior com Maglev System Institute, CRRC Zhuzhou Locomotive.

O desenvolvimento da tecnologia maglev de corte de ponta é impulsionado pela estratégia da China para promover a fabricação de alta tecnologia.Em junho deste ano, uma nova geração de comboios maglev saiu da linha de produção. Eles podem chegar a 160 quilômetros por hora, em comparação com a velocidade máxima de 100 quilômetros por hora da primeira geração."O comboio maglev 2.0 possui um aumento de 60% na capacidade de tração e pode transportar até 500 passageiros. Ele oferece uma nova opção para o mercado", disse Deng.

Não só o modelo 2.0 é mais rápido e mais forte, comparado com o seu antecessor, que só poderia operar dentro de uma cidade, como também pode movimentar pessoas entre cidades centrais e de satélite.Esforços persistentes estão a serem feitos para trazer o melhor do maglev projetado internamente. A empresa vai lançar uma linha de produção com os sistemas inteligentes de manufatura no ano que vem.

"No futuro, os robôs e os braços robóticos vão receber a maior parte do trabalho nos locais de produção. Os comboios vão ser completamente não tripulados. E estamos a desenvolver um sistema de controlo remoto que garante a operação segura dos comboios", disse Deng Jiangming.Deng diz que a China está a formar a sua própria cadeia industrial completa de comboios maglev de média a baixa velocidade. Ele espera que, num futuro próximo, possa estabelecer um padrão maglev chinês para o resto do mundo.

Deixe o seu Comentário

    Ainda ninguém adicionou um comentário.
    Preencha o formulário acima e seja o primeiro!