TV ONLINE EM PORTUGUÊS
TRANSMISSÃO DE CONTEÚDOS CRISTÃOS E GENERALISTAS

Chat Online

Veneno de escorpião é remédio para dores

Em Cuba o veneno da picada de escorpião pode ser a cura para de reumatismo

Veneno de escorpião é remédio para dores
Uma vez por mês na última década, Pepe Casanas, um cubano de 78 anos, tem caçado um escorpião para se ferir, jurando que o veneno afasta as suas dores de reumatismo.

Cientistas em Cuba descobriram que o veneno do escorpião azul, cujo nome científico é Rhopalurus junceus, exclusivo da ilha, parece ter propriedades anti-inflamatórias e de alívio da dor, e pode retardar o crescimento do tumor em alguns pacientes com cancro.

Enquanto oncologistas no exterior dizem que é necessária mais pesquisa para poder constatar adequadamente essa afirmação, a empresa farmacêutica cubana Labiofam tem vindo a usar o veneno de escorpião desde 2011 para fabricar o medicamento homeopático Vidatox. O medicamento provou ser popular. 

Carlos Alberto Delgado, diretor de negócios da Labiofam, disse à Reuters que as vendas têm subido 10% ao ano. A Vidatox já vende em cerca de 15 países por todo o mundo e atualmente está em negociações com a China para vender o remédio em Cuba.

Em Cuba, onde dezenas de milhares de pacientes foram tratados com Vidatox, cada frasco custa menos de um dólar. No mercado negro no exterior, isso pode custar centenas de vezes mais. Na  Amazon são vendidos até 140 dólares.

"Eu pico-me com o escorpião onde sinto a dor", disse Casanas enquanto demonstrava o seu alívio da dor com um escorpião, que encontrou sob uma pilha de destroços, num terreno que ele cultiva na província de Pinar del Río, no oeste de Cuba.

Depois de apertar o suficiente, feriu-o e ele estremeceu. "Dói por um tempo, mas depois  acalma e eu não sinto mais dor", disse ele.

Casanas, um ex-agricultor de tabaco que agora cultiva feijões para consumo próprio, disse que às vezes mantém um escorpião sob o chapéu de palha como um amuleto da sorte.

Num laboratório Labiofam, na cidade cubana de Cienfuegos, trabalhadores têm quase 6 mil escorpiões alojados em recipientes de plástico alinhados em fileiras de prateleiras de metal. A cada poucos dias eles alimentam e regam os aracnídeos que ficam numa cama de pequenas pedras. 

Uma vez por mês, eles aplicam um choque elétrico de 18 volts nas suas caudas ao usar uma máquina artesanal para acionar a libertação de algumas gotas de veneno.

O veneno é então diluído com água destilada e agitado vigorosamente, o que os médicos homeopatas acreditam que ativa a sua "energia vital".

Dr. Fabio Linares, chefe do laboratório de medicina homeopática da Labiofam que desenvolveu o medicamento, disse que o Vidatox estimula os mecanismos naturais de defesa do organismo.

Deixe o seu Comentário

    Ainda ninguém adicionou um comentário.
    Preencha o formulário acima e seja o primeiro!