TV ONLINE EM PORTUGUÊS
TRANSMISSÃO DE CONTEÚDOS CRISTÃOS E GENERALISTAS

Chat Online

Funcionários do setor público fazem greve por um aumento salarial

Cerca de 650 mil funcionários do setor público entraram em greve e milhares participaram em protestos por toda a Tunísia devido á recusa do governo em aumentar os salários

Funcionários do setor público fazem greve por um aumento salarial
Nourredine Taboubi, chefe do sindicato da UGTT, dirigiu-se a milhares de manifestantes reunidos em frente ao parlamento na capital, Túnis, pedindo que o governo renuncie e a segurar cartazes com slogans como "Queremos aumento de salário".

Escolas, universidades, municípios e ministérios foram fechados e os hospitais tiveram apenas equipas de emergência na paralisação nacional organizada pela UGTT, a maior greve na Tunísia há cinco anos.

Sob a pressão do Fundo Monetário Internacional e uma profunda crise política, o primeiro-ministro Youssef Chahed está a lutar para reduzir o déficit orçamentário para cerca de 4,9 por cento do PIB este ano, de 6,2 por cento no ano passado.

A Tunísia fechou um acordo com o FMI em dezembro de 2016 para um programa de empréstimo de cerca de 2,8 biliões de dólares para reformar a sua economia em dificuldades com medidas para cortar déficits crônicos e cortar serviços públicos exagerados, mas o progresso tem sido lento.

Deixe o seu Comentário

    Ainda ninguém adicionou um comentário.
    Preencha o formulário acima e seja o primeiro!